Tipos de renda para o vestido de noiva: manual básico

Saiba optar pelo ideal!

A grande maioria das noivas não entende muito sobre os diferentes tipos de rendas existentes e possíveis para serem utilizadas em seus vestidos. Durante a consultoria como personal bride, é importante passar alguns conhecimentos básicos para as noivas, principalmente para aquelas que fazem somente a consultoria inicial e depois partem sozinhas atrás de seus vestidos, para que elas saibam o que está sendo usado em seus vestidos e saibam optar pelo ideal.

Basicamente, temos 7 tipos de rendas:

01 – Soutache:

Por ser rebordada com o fio de soutache, é mais pesada do que as outras e, por isso, tem menos caimento. É uma ótima opção para ser usada sobre tecidos mais encorpados, como o zibeline, por exemplo. Uma outra forma de usá-la é recortando-a e reaplicando-a no vestido. Em média, custam R$ 250,00 o metro (100% viscose), mas conforme a origem, podem custar mais caro, uma soutache francesa pode dobrar esse valor.

Mariée

02 – Guipure:

Também uma renda mais pesada como o soutache, ideal para vestidos mais estruturados. Sua estrutura permite recortes, por isso, é possível aproveitar o desenho bem marcado deste tipo de renda para fazer aplicações no vestido e no acabamento da saia. Sua composição é 100% algodão e seu valor médio é de R$ 250,00 o metro, mas existem valores acima dos R$ 1.000,00 o metro.

Mariée

3 – Chantilly:

Recebe este nome por ter sido originalmente desenvolvida na região de Chantilly, na França. É a mais cara das rendas, perfeita para vestidos que exigem leveza e fluidez. Possui uma transparência muito linda, por isso pode ser usada em linhas de decotes e costas. É uma renda ideal para noivas românticas. Sua composição: 80% cotton e 20% poliamida, seu valor varia bastante, mas a média é de R$ 750,00 o metro.

Mariée

4 – Italiana:

Apesar de possui um valor alto, esta renda pode ser usada como uma substituta da renda francesa, já que é um pouco “mais barata”, mas é considerada uma renda nobre também, com um bom caimento e delicadeza nos desenhos. É um renda 100% poliéster, para ajudar a identificar a diferença entre ela e a francesa, o ideal é o toque, a francesa é mais suave e delicada. O preço, em torno de R$ 500,00 o metro.

Mariée

5 – Bordadas:

As rendas bordadas podem variar muito, podem ser utilizados canutilhos, miçangas, pedrarias… E assim como os materiais, seu preço varia muito também. São rendas que podem ser utilizadas no vestido inteiro ou somente na parte superior. Possuem 70% poliéster e 30% em viscose.

Mariée

6 – Tipo Francesa:

Uma opção mais viável e econômica para uma versão de renda francesa, este tipo de renda possui uma composição mais sintética com: 50% poliamida e 50% viscose. Seus desenhos imitam os desenhos franceses, o caimento não é tão leve nem possuem o toque tão macio, mas são ótimas para quem não pode gastar muito e não quer abrir mão do clássico. Seu metro custa em média R$ 150,00.

Mariée

7 – Richelieu:

É uma renda mais rígida e sem caimento, seu uso ideal é para aplicações nos vestidos. Um primeiro bordado é feito por uma máquina no tecido e, posteriormente, um trabalho manual de recorte, criando vazados no tecido. Custa R$ 400,00 em média o metro e sua composição é 100% viscose.

Mariée

Agora as noivas podem escolher melhor suas rendas, sem se sentirem tão perdidas e saberem do que se trata cada uma!

Siga-nos no

Acesse nosso guia de fornecedores

“Encontre o Profissional ideal para seu Casamento ou Evento!”

Compartilhe

Previous
Zuhair Murad Fall 2016
Tipos de renda para o vestido
de noiva: manual básico