O jeito certo de segurar o seu buquê

Dicas de como carregar seu buquê corretamente, de noiva para noiva!

Mariée
Foto: India Earl
Claro que no seu casamento tudo deve ser do seu jeito. Mas, se surgir alguma insegurança, saiba que existe um jeitinho pra não errar na hora de segurar o buquê e entrar no altar! Calma que a nossa querida agora-casada colunista Fê ensina!
Cá entre nós, só nós, noivas, sabemos o universo repleto de dúvidas e insegurança em que vivemos e que muitas vezes achar a solução para essas dúvidas parece ser uma missão impossível, principalmente quando não se sabe a quem recorrer. Aí o medo te toma, a angústia te domina e, como num pedido de socorro, você grita: Afinal COMO É QUE SE SEGURA UM BUQUÊ? 
Como convidada sempre fui atenta aos detalhes, mas nada me deixava mais incomodada como a forma equivocada que algumas noivas seguravam seus buquês: ora como se fosse uma tocha olímpica, pirulito ou mesmo uma espécie de espada empunhada. Pensava: –Gente, ninguém deu orientação pra essa noiva não?
Mas adivinha? Quando chegou a minha vez a danada da insegurança me pegou e, com medo de cometer a temida gafe, parti para uma pesquisa ferrenha sobre o assunto. De prontidão a internet ou alguém te dirá: “segure o buquê com a mão direita e apoie-o sobre o ossinho da cintura” – aí você fica felizona e pensa que seus problemas foram resolvidos, mas, não… êpa, êpa êpa! Calma lá que tem pegadinha aí!
Não que a técnica esteja de toda errada, mas a forma que ela é empregada confunde bastante e o resultado disso é uma noiva com caminhar engessado e nada natural. Este descuido, além de deixar suas fotos ruins, pode tirar o foco dos convidados, que passam a prestar mais atenção no buquê (ou na má postura) do que na própria noiva. Então vamos combinar, não é legal, não! Você deve estar segura e relaxada com o seu andar e todos os seus acessórios, inclusive o buquê. Logo, para deixar essa gafe de lado e arrasar na passarela (ops, altar) preparei um tutorial definitivo de como segurar corretamente seu lindo buquê.  
Mariée
Mariée
Foto: Coco Tran

E agora, como faz?

OS PRINCIPAIS ERROS 
1) Tocha Olímpica: 
A noiva emocionada esquece tudo que aprendeu e passa a carregar seu buquê para fora do corpo e muito acima da cintura.
2) Pirulito: 
Noivas com entradas solo cometem frequentemente este erro. Tendo que utilizar as duas mãos, acabam posicionando a haste do buquê paralelo ao corpo. 

3) Espada: 
Ocorre quando a noiva inclina e aponta seu buquê para frente, apoiando a haste na cintura ou na altura da pélvis. Essa posição, além de bastante desconfortável, deixa a haste muito aparente e acaba escondendo toda beleza do buquê. 
4) Noiva cansada: 
A noiva leva muito o sério a dica de “relaxar” e acaba deixando seus ombros frouxos, mantendo o buquê abaixo da virilha. 
5) Cotovelos fechados ou abertos demais: 
Esses erros são comumente observados e estão quase sempre associados à técnica má empregada do “ossinho”, como não favorecem naturalidade e leveza às noivas, devem ser evitados. 
Mariée
A FORMA CORRETA
Mariée
1) Sinta-o em suas mãos, relaxe os ombros, posicione na altura do quadril e tente determinar onde se sente mais confortável e equilibrada ao segurá-lo. 

2) Mantenha sua coluna alinhada, relaxe seus ombros e caminhe com leveza e naturalidade. 
3) Segurando-o com a mão direita, posicione-o entre o umbigo e a virilha, formando um ângulo de 45 graus em relação ao seu quadril, de modo que a parte focal do arranjo esteja ligeiramente projetada para o noivo e convidados. 
4) Você deve conseguir segurá-lo apenas com uma das mãos. Fique atenta a esse detalhe, se tiver dificuldades peça para seu florista não deixar a haste do bouquet espessa demais, caso contrário comprometerá toda sua postura. 
5) No buquê estilo cascata, a sua alça dita a direção e o ângulo em que deve ser segurado (em média 70 graus). Mas atenção! Essa técnica não se aplica para o restante dos buquês. 
6) Algumas noivas preferem fazer sua entrada solo, neste caso ela poderá segurá-lo com as duas mãos. No entanto, NUNCA centralize e projete seu bouquet para frente, nem na altura da cintura e tão pouco na altura da pélvis, pois devido ao comprimento da haste ele ficará muito distante do seu corpo. 
7) Ao caminhar para o altar nunca levante demais o queixo, fixe o olhar em seu noivo e tente também não olhar para o chão. 
8) Pratique! Monte um buquê improvisado e chame suas madrinhas para ajudá-la. De frente ao espelho, encontre a posição perfeita. Depois, bastam alguns minutos de ensaio e pronto! 
Mariée
Mariée
Foto: Coco Train

Pra foto tá tudo liberado!

Essas dicas foram pra você entrar linda, leve e solta na hora do altar. Agora, pra hora das fotos pré ou pós, use da sua criatividade para que o buquê componha o visual e fique lindo, independente de onde for!
Mariée
Foto: Illusions in pixel
Mariée
Foto: Danna Fernandez
Mariée
Foto: India Earl
Mariée
Foto: When he found her
E aí, ficou mais segura? Esperamos que sim!
Siga-nos no

Acesse nosso guia de fornecedores

“Encontre o Profissional ideal para seu Casamento ou Evento!”

Compartilhe

Previous
Mariée Bridal Fashion Ro’Zah
O jeito certo de segurar o seu buquê